ETC

Jornal Electrónico do Agrupamento de Escolas de São Bernardo

Arquivo de Junho, 2008

Festa de finalistas da EB1 de São Bernardo


A festa de finalistas da EB1 de São bernardo decorreu no dia 26 de Junho às 19 horas na escola EB23 de São Bernardo. Primeiro com um conjunto de espectáculos preparados pelos alunos e professores da escola que muito entusiasmaram os espectadores. Depois houve a entrega do “livro de curso” e uma prenda preparada pelos professores (um livro de poesia para se ler nas férias). Após os beijos, abraços, fotos, despedidas e choros, houve um jantar partilhado com convívio entre Encarregados de Educação, crianças e professores. Parabéns EB1 de São Bernardo por preparar momentos tão agradáveis como estes.

Anúncios

Torneio de Andebol na EB23 de São Bernardo

No dia 24 de Junho decorreu um torneio de Andebol inter turmas. Os vencedores foram: Campeão do 3º ciclo -9º B; Campeão do 2º ciclo – 6º E; Melhor Jogador: Rui Almeida 9º B, Pedro Mostardinha 8º Ano, Joana 6º C e Miguel Marabuto 7ºB; Fair Play – 6º C


Festa de encerramento EB1 e JI de Solposto

A festa de encerramento do ano lectivo na EB1 e JI de Solposto, no dia 24 de Junho foi promovida pela Associação de Pais e os Professores das AEC – Actividades de enriquecimento curricular que tiveram um papel preponderante para o bom funcionamento/ participação em todas as apresentações ao longo da festa.


As marchas populares chegaram ao nosso Agrupamento

Estamos em altura de festas, acabámos as aulas agora é só divertimento por isso no dia 23 de Junho o Agrupamento de Escolas de São Bernardo preparou uma marcha popular, com arcos, balões, manjericos e danças. Foi mesmo divertido, saímos da escola e fizemos um percurso por São Bernardo. Participaram todos os alunos e professores do Agrupamento, uns em marcha outros na assistência. Participaram também os Encarregados de Educação, os Funcionários os Presidentes (do Conselho Executivo, o da Junta de Freguesia e o da Câmara Municipal). O desfile, na EB23 de São Bernardo, teve excelentes coreografias organizadas por todas as escolas. Depois, comemos um lanche tipo piquenique. Foi um momento muito agradável de convívio. Parabéns Agrupamento de São Bernardo, professores que organizaram e que participaram.










































Fazer de uma Lixeira uma Cadeira

Este ano lectivo, na área de projecto, o 6ºC tentámos “Fazer de uma lixeira uma cadeira”. Com materiais reutilizados estamos a criar móveis para a sala de convívio, para melhorar o conforto na escola. Puffs de esferovite, bancos de cartão e esponja, mesas foram os nossos projectos. Esperemos ter sido úteis e que todos gostem deste trabalho.

Para ver todo o trabalho fizemos um blog
6º C




Visita de estudo à Ria de Aveiro

No âmbito do Programa Eco-Escolas da Associação Bandeira Azul da Europa, os alunos das turmas do 4.º ano de escolaridade das Escolas do 1.º Ciclo de Vilar e de Areias de Vilar realizaram uma visita de estudo à Ria de Aveiro, no dia 19 de Junho. Com esta actividade propusemo-nos dar a conhecer uma pequena parte da Ria de Aveiro, um património natural de grande referência na nossa região.
A visita realizou-se de barco. Para a maior parte dos alunos, esta foi a primeira vez que navegaram nas águas da ria e o seu encantamento era notório.
Durante a actividade houve uma mobilização das aprendizagens realizadas em sala de aula para o contexto real. Lembraram-se diversas espécies de peixes e aves que encontraram nesta laguna condições ideais para viverem e observaram-se diferentes espécies vegetais. As aprendizagens adquiriram um sentido especial, fazendo com que certamente perdurem mais tempo na sua memória.
E se a biodiversidade da Ria de Aveiro foi um importante eixo estruturador desta actividade, outro não menos importante refere-se às características das suas águas. A Ria de Aveiro está em contacto com três meios distintos que vão influenciar as propriedades das suas águas, bem como a sua biodiversidade: o mar, os rios e o meio terrestre. Do mar, com as correntes das marés, há a entrada de água salgada (na praia-mar)e a saída da água da ria (na baixa-mar). Dos rios recebe a água doce que se mistura com a água do mar. Do meio terrestre recebe as escorrências que correm para a ria transportando nutrientes, sedimentos e poluentes.
A salinidade da água da Ria de Aveiro fez-nos reflectir sobre a problemática da água e ajudou-nos a compreender o que se passa em termos mundiais: aos nossos olhos surge uma extensa superfície de água mas que apresenta características físico-químicas (especialmente a salinidade) que a tornam imprópria para consumo, tal como acontece com a maior parte da água do planeta “azul”. Na realidade, não sentimos na nossa região o problema da escassez de água doce mas pretendemos que os nossos alunos sejam cidadãos informados e reflexivos e percebam que nem toda a água que surge aos seus olhos é própria para o consumo imediato do homem e que, por isso, como todos os habitantes da Terra temos o dever de reduzir os nossos gastos de água.
Esta, como outras acções desenvolvidas ao longo do ano, procuraram desenvolver uma cidadania ambiental nas nossas crianças pois, como eles próprios já perceberam, “para a natureza preservar, temos de a conhecer e amar”.
Para a concretização desta actividade contámos com o apoio da Junta de Freguesia da Glória e da Câmara Municipal de Aveiro, a quem dirigimos o nosso agradecimento.

Ria de Aveiro

A Ria de Aveiro é uma região lagunar do litoral norte do nosso país que se estende por cerca de 45km desde Mira (a Sul) até Ovar (a Norte).
A Ria de Aveiro está em contacto com três meios distintos que vão influenciar as propriedades das suas águas, bem como a sua biodiversidade: o mar, os rios e o meio terrestre. Do mar, com as correntes das marés, há a entrada de água salgada e a saída da água da ria. Dos rios recebe a água doce que se mistura com a água do mar. Do meio terrestre recebe as escorrências que correm para a ria transportando nutrientes, sedimentos e poluentes.
A água da Ria de Aveiro, devido às suas características, é uma água salobra (isto é: menos salgada do que a água do mar). A sua salinidade varia:
– Com a localização do sítio em que estamos: a água é mais salgada perto da barra (está mais perto do Oceano Atlântico) e menos salgada em locais afastados da barra;
– Com as marés: a salinidade é mais elevada na praia-mar do que na baixa-mar;
– Com a precipitação existente na região: a água da ria é mais salgada quando chove pouco (Primavera, Verão) do que em períodos em que chove mais (Outono, Inverno).
A Ria de Aveiro é uma referência muito importante para os habitantes da nossa região. Ela pode ajudar-nos a compreender a problemática da água no nosso planeta: nós podemos ver uma grande superfície de água mas, tal como acontece no “planeta azul”, ela apresenta características que a tornam imprópria para o consumo humano.
Prof. Paula Sofia G. Ramos – E.B. 1 de Vilar