ETC

Jornal Electrónico do Agrupamento de Escolas de São Bernardo

Poemas 9º Ano

Se eu fosse…lilás

Se eu fosse lilás
No fundo do mar
Não iria nadar
Mas,sim, tentar me encontrar.
Talvez,na profundidade,
Recordasse o meu passado
E me inspirasse para o futuro.
Quem sabe se,no fundo,
Não estará a chave
Para os problemas do Mundo…

Andreia Silva, 9º C

Se eu fosse verde…

Se eu fosse verde
Pertencia à Natureza
Poderia respirar ar puro
Não seria tapado por um muro.

Se eu fosse verde
Seria uma planta ou uma árvore
Oxigênio libertava
E com o vento cantava.

Se eu fosse verde
Não me deixaria abater
Com a minha raiz
Me tentaria manter.

Se eu fosse verde
Na paz viveria
Ao pé de uma ria
Por baixo do Sol me aquecia.

Mas como não sou verde
A vida é infeliz…
A paz não existe
Pois só a guerra resiste.

João Azóia, 9ºC

Se eu fosse azul…

Se eu fosse azul
Seria um pedaço do céu
Ou um pedaço do mar.
Seria importante ou insignificante
Veria de tudo
Ouviria uma imensidão de palavras
Estaria em todo o lado
Estaria triste ou contente
Teria amigos e inimigos…
Seria pecador,
Teria amor e ardor
Veria o Mundo como um jogo…
Seria eterno
Seria a salvação
Traria a tempestade
Salvaria pessoas
Teria tempo
Teria sorte
Seria a vida ou a morte
Andaria sem preocupações
Veria multidões…
Saberia tudo de cor
De Norte a Sul
De Este a Oeste
Até do vento mais forte
Até do Mar do Norte…
Seria uma coisa insignificante
No meio de um infinito importante…
Seria apenas um pedaço do céu ou do mar
Que, afinal, também sabe amar.

Jorge Paula, 9ºA

Se eu fosse azul…

Se eu fosse azul
Voaria como uma gaivota
Pelo céu adentro
À procura de alguém de outra cor
Com quem pudesse partilhar
A alegria,a tristeza…
Teria um amigo diferente, especial
A quem pudesse abrir o meu coração
Para guardar os momentos de emoção!

Pedro Coelho,9ºB

Se eu fosse…

Se eu fosse cor de rosa
Não iria escrever em prosa,
Possivelmente não seria rapaz
Mas seria capaz
De ser poeta…
Iria voar pelo céu das telas
Do mundo das palavras,,,
Eu seria a cor que acalma
Que põe pessoas a chorar
Sem nunca parar…
Eu poderia ser
Branco,azul,verde,amarelo
Mas,não,sou cor de rosa
E sirvo de encanto
À minha namorada prosa
Porque ela cria as palavras
E eu dou-lles a cor
Que só a poesia traz…
A cor de uma rosa
Que eu ofereço à prosa.

Bruno Ramos,9B

Advertisements

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: