ETC

Jornal Electrónico do Agrupamento de Escolas de São Bernardo

Retrato Físico e Psicológico dos Avós

Na aula de Língua Portuguesa foi pedido aos alunos que fizessem o retrato físico e psicológico do avô ou da avó.

É enternecedor o carinho que os nossos alunos dedicam aos avós!

Professora Glória Magalhães

O meu avô

            O meu avô tem um corpo atlético, apesar de ser um pouco forte. Os seus cabelos são lisos e esbranquiçados, as suas sobrancelhas são brancas e arqueadas, os seus olhos são castanho vivo, o seu nariz é bem feito e a sua boca é bem desenhada.

Gosto muito da sua maneira de ser, porque é compreensivo, inteligente e também é um pouco extrovertido. É muito engraçado e eu divirto-me com ele. Também é bem-educado e, apesar de ser muito divertido, comporta-se de uma forma gentil. O meu avô não é nada egoísta, pelo contrário, já me levou a viajar muitas vezes, é muito meu amigo, e também respeita muito as outras pessoas, pois também gosta que o respeitem.

O meu avô gosta muito que s outras pessoas estejam bem-dispostas, visto que não quer que ninguém esteja triste e, por isso, tenta animá-las e fazê-las rir.

Este é o meu avô e gosto muito dele.

Ivo Andias, nº 12, 5º C

O meu avô

            Eu e o meu avô somos muito amigos.

Um dia eu e ele fomos dar um passeio intercidades de comboio. Um das paragens foi num oceanário que não me lembro a que cidade pertencia. Quando chegámos fomos logo para o sítio onde estavam os tubarões. O meu avô começou a imitar o som das baleias e os tubarões não ouviam, mas começaram a olhar para nós de uma forma muito engraçada. O oceanário tinha o aquário do lado direito com uma prolongação que passava por cima das nossas cabeças e ia até ao aquário do lado esquerdo. Os tubarões iam de um lado para o outro sempre a olhar fixamente para nós e nós não parávamos de rir.

De tarde, fomos ao “Zoomarine”, que é um parque temático marinho. Lá assistimos a golfinhos acrobatas, baleias bailarinas e vimos uma foca a jogar voleibol. O espetáculo que eu mais gostei foi o da foca, pois ela fez girar uma bola de plástico na ponta do nariz e depois atirou-a para mim e eu atirei-a para a treinadora que a atirou de novo para a foca. Esta, por sua vez, atirou a bola para o meu avô. A treinadora chamava-se Joana Figueiredo e a foca chamava-se Fifi. Adorei este dia!

O meu avô tem uns olhos cansados e castanho esverdeados Tem a boca não muito grande O seu nariz é bonito e bem feito. É uma pessoa calma e tranquila, mas só se não o irritarem. Ele defende-me sempre.

Adoro o meu avô.

Catarina Portugal, nº 4, 5º C

O meu querido avô

                No dia do meu nascimento, a primeira pessoa a ver-me foi o meu avô que para mim é mais do que um avô: é um pai que eu nunca vou esquecer.

Bem, quando nós nos olhamos nos olhos, eu vejo um homem com “H” maiúsculo. O meu avô é magnífico: tem nariz direito e com algumas sardas, olhos esverdeados tal como os meus, numa mistura de cores castanha, azul e verde, a boca bem desenhada tem uma cor vermelha chamativa, um vermelho choque! A sua boca faz-lhe o sorriso ainda mais feliz.

O meu avô tem cara redonda e a sua pele é macia como o algodão. A sua mente exprime uma felicidade enorme e uma inteligência sem limites.

De manhã, ao acordar e ao sair da cama, é preguiçoso e extrovertido. Como ele não há igual! É brincalhão e sincero nos atos e nas palavras e também é um conselheiro dos melhores.

Adoro o meu avô.

Luísa Sergio, nº 17, 5º D

A minha avó

A minha avó chama-se Madalena como eu. É muito divertida, é magrinha, tem olhos cinzentos e cabelo grisalho.

Um dia (nas férias), a minha mãe e o meu pai foram trabalhar (tinham reuniões) e eu e a minha irmã fomos para casa da minha avó.

A minha avó tem um quintal com galinhas e eu, armada em espertalhona, pedi-lhe para “chocar” um ovo. A minha avó, com as suas sobrancelhas arqueadas e os seus lábios finos, fez uma cara engraçada e disse que sim. Eu, toda contente, fui “chocar” o ovo, mas a minha ideia brilhante (só tinha cinco anos) não correu muito bem. O ovo partiu-se e eu fiquei com a roupa toda suja! A minha avó foi comigo para o tanque e estivemos a lavar a minha roupa.

Gosto muito da minha avó!

Madalena Mónica Lopes, nº 18, 5º D

O meu avô

                No dia em que nasci, conheci uma pessoa muito importante na minha vida. A essa pessoa eu chamo avô.

O meu avô é uma pessoa muito especial, ensina-me muitas coisas, faz-me ver o futuro e também me diz para eu seguir os meus sonhos.

João Rodrigues de Almeida é o seu nome. É alto, tem olhos azuis, é elegante, e tem cabelo liso e branco.

O meu avô é uma pessoa inteligente, meiga, cuidadosa, simpática e sorridente. Eu tenho muito orgulho nele. Já passei por momentos difíceis, mas ele está sempre ao meu lado e diz para eu lutar contra as coisas más e braçar as coisas boas.

Um dia, contou-me a história da sua vida, com quem trabalhou, os amigos que fez em Angola e como conheceu a minha avó. A sua história é muito bonita, porque fez muitos amigos e ajudou famílias necessitadas.

Eu, Maria Beatriz, tenho muito orgulho no meu avô, na minha avó e em toda a minha família.

Maria Beatriz almeida, nº 27, 5º D

No comments yet»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: